Classes C e B crescerão até 2026

qua, 8 novembro , 2017

Retomada da economia é favorável

A recuperação do emprego e da renda nos próximos anos fará com que 4,1 milhões de famílias ingressos na classe C e 2,9 milhões na classe B, entre 2019 e 2026. A proporção de casas nessas classes deve chegar a 29,8% e 15,7%, respectivamente, superando os patamares anteriores à crise (28,5% e 15,4%), em 2014, de acordo com dados da consultoria Tendências, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) e em estatísticas da Receita Federal.

De acordo com a economista da Tendências, Camila Saito, a retomada da mobilidade social para as classes de maior renda foi iniciada neste ano, após a crise de 2015 e 2017 interrompê-la. O processo deve ficar mais claro e robusto a partir do próximo ano.

O mercado de trabalho é o principal responsável pela mobilidade social. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego diminuiu 1,3 ponto percentual desde o primeiro trimestre desse ano, para 12,4% entre julho e setembro. Foram gerados 1,1 milhão de empregos (formais e informais) no terceiro trimestre em relação aos três meses anteriores.

Fonte: Valor Econômico

Foto: Shutterstock