Como administrar as dificuldades nos períodos de economia restritiva

qua, 1 Abril , 2015

como-administrar-41Medidas totalmente factíveis e de simples aplicação podem manter o atual nível de seus negócios

Todos sabem que o nosso País enfrentou a grave crise econômica mundial, estimulando o consumo por meio de forte expansão do crédito ao consumidor. Tudo podia ser comprado a longuíssimo prazo, mantendo a economia aquecida, na contramão do restante do mundo. Parecia um milagre.
No médio prazo, contudo, houve excessivo comprometimento da renda da população, aumentando o risco de inadimplência. A concessão de crédito passou a ser mais seletiva e mais cara, face às elevadas taxas de juros.

Como consequência, aumentou a busca, pelos consumidores, de outras formas de crédito para atender a suas necessidades básicas de consumo, sendo algumas das mais importantes, a compra parcelada junto ao comércio varejista e as compras para pagamento futuro.

A informalidade desse tipo de crédito é, para você, uma vantagem competitiva em relação às grandes redes, mas, se não for bem aplicada, pode levá-lo a dificuldades financeiras que, certamente, irão comprometer a saúde de seu negócio. Para isso, alguns cuidados básicos precisam ser observados:
• Administre muito bem o mix de produtos trabalhados, procurando ter os itens certos de acordo com a preferência de sua região, sem nunca deixar de explorar as novidades, que podem representar um diferencial de sua loja;

• Faça suas compras de forma que os estoques sejam mantidos em níveis mínimos, mas sem risco de haver ruptura. Procure sempre fornecedores confiáveis, e que possam atendê-lo com a agilidade necessária para isso;

• Acelere, com ações locais, o giro dos produtos com estoques elevados em números de dias;
• Procure atender à demanda de crédito de sua clientela, mas seja muito criterioso na sua concessão, de forma a minimizar a inadimplência e seus efeitos nefastos para seu negócio.

Com essas medidas, que são totalmente factíveis e de simples aplicação, você estará procurando, no mínimo, manter o atual nível de seus negócios e otimizando o seu capital de giro, que sempre é afetado quando da concessão de crédito.

O consultor e a equipe do DEC que o atendem estão preparados e sempre à sua disposição, para orientá-lo e ajudá-lo na aplicação dessas políticas.