Bons resultados

seg, 12 setembro , 2011

Com equipe especializada e estoque “à distância”, os varejistas aproveitam melhor as oportunidades e o fluxo de caixa

O Supermercado O Zezão, que está há 28 anos em Fortaleza (CE), no bairro de Cristo Redentor, e há quatro anos no bairro de Jacarecanga, é um bom exemplo dos resultados do sistema de vendas fracionadas. “O dinheiro, hoje, não pode ficar parado no depósito. Portanto, conforme surgem as demandas, realizamos nossos pedidos. Quando fazemos nossas encomendas até as 16 horas, no dia seguinte, logo de manhã, já recebemos a mercadoria. Posso dizer que o DEC Sleiman é o nosso estoque para itens de higiene pessoal e beleza”, conta o proprietário do estabelecimento, José Joacy Fonseca, mais conhecido com Zezão. Hoje, de 20% a 30% do faturamento das lojas provém das gôndolas de HPC. “Quando começamos o trabalho com o DEC, há quinze anos, as gôndolas de HPC vendiam cerca de R$ 4.000,00 mensais. Hoje, elas já vendem mais de R$ 100.000,00 na loja do bairro de Cristo Redentor e R$ 200.000,00 em Jacarecanga”, comemora o empreendedor, dizendo que esse incremento é resultado de mudanças constantes que acompanham, sempre, as novas demandas dos consumidores. “Os consultores do DEC fazem um trabalho belíssimo no meu estabelecimento. Tanto que, hoje, eles têm carta branca para administrar nosso espaço de produtos de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPC)”, afirma Zezão.

O Supermercado Alves, localizado na cidade de Luziânia (GO), no bairro Mingone II, está há 11 anos no mercado, e também aprova o sistema de vendas fracionadas. “Esse instrumento é muito importante. Isso ajuda muito no ponto de venda”, afirma a proprietária e gerente do estabelecimento, Aleksandra Melo Alves. Esse supermercado, que é parceiro do DEC Real há aproximadamente seis anos, resolveu adotar o conceito de planejar melhor as vendas da categoria de HPC e distribuir o mix sem deixar faltar produtos na área de venda. “A partir dessa parceria, começamos a ter uma rentabilidade 30% maior com as gôndolas de higiene e beleza, que hoje representam mais de 45% do nosso faturamento”, comemora Aleksandra.

A estratégia de compra fracionada de produtos também traz ótimos resultados em farmácias. A unidade Irajá (Rio de Janeiro) da Drogarias Viva Bem, rede que está há dez anos no mercado, usando esse sistema, foi favorecida pelo maior mix de produtos. “O fato de não sermos obrigados a comprar uma quantidade determinada de algum item nos leva a ter uma grande variedade de mercadorias em nossas lojas”, conta a gerente administrativa e compradora de três unidades da Viva Bem, Juliana Ferreira Ventura. Aliás, a parceria da Viva Bem com o DEC Zamboni, que já completou cerca de um ano, foi realizada, justamente, para proporcionar mais flexibilidade aos consumidores. Após a parceria, as vendas desses produtos aumentaram cerca de 30% e, hoje, essa categoria já representa até 40% do faturamento total da loja.

“A partir dessa parceria, começamos a ter uma rentabilidade 30%
maior com as gôndolas de higiene e beleza”
Aleksandra Melo Alves, proprietária e gerente do Supermercado Alves

Em relação ao treinamento, o proprietário do Supermercado O Zezão valoriza tanto uma equipe especializada que começa seus treinamentos antes mesmo da contratação de seus funcionários. “Queremos manter nossos funcionários sempre focados no atendimento ao cliente”, finaliza. Além dos treinamentos próprios, o Supermercado O Zezão também utiliza os conhecimentos do DEC para alavancar as vendas de HPC. “O DEC nos ajuda com informações sobre como definir o mix ideal para a loja e trabalhar a composição da gôndola sem precisar de estoque, por exemplo. Isso nos ajuda a reduzir o número de rupturas, a realizar o sortimento de itens e, por fim, a fidelizar o cliente”, conta.

Para Alves, a equipe especializada é tão importante que o estabelecimento já conta com duas consultoras que trabalham no setor de cosméticos, preparadas para atender, orientar e vender os produtos da linha de HPC. “Geralmente, os consumidores que vêm comprar uma tintura de cabelo, por exemplo, sempre querem uma opinião sobre a cor que lhes fica melhor ou pedem orientação sobre a tintura mais qualificada. A consultora usa essa abordagem também para vender um bom xampu ou creme para hidratar e dá outras dicas de beleza. As clientes adoram e mantêm-se fiéis ao nosso estabelecimento”, afirma Alves.

A rede de Drogarias Viva Bem também enxerga, o treinamento de funcionários. Para a gerente administrativa e compradora do estabelecimento, Juliana Ferreira Ventura, a parceria com o DEC ajuda muito nesse sentido, pois são realizados treinamentos específicos por meio dos quais se conhece melhor cada uma das categorias dentro do segmento de HPC.

i221581

1 – Interior da loja de Irajá da Drogaria Viva Bem
2 – Fachada do Supermercado O Zezão
3 – Inauguração da Drogaria Viva Bem em Irajá
4 – José Joacy Fonseca, O Zezão, entre as gôndolas de sua loja

i221582

i221583

Anote na Agenda
 Aslog (11) 3668-5513
 DEC Real (62) 3250-0500
 DEC Sleiman (85) 3444-6000
 DEC Zamboni (21) 3511-9350
 Drogarias Viva Bem (21) 2470-1000
 FGV (11) 3799-7700
 Fia/Provar www.provar.org
 Sebrae-SP (11) 3177-4500
 Supermercado Alves (61) 3623-3860
 Supermercado O Zezão (85) 3535-6000

{jathumbnail off}